Piotr Petrovich Lujine - João Ribeiro

Formação: Arte Dramática com Claudio Correa e Castro e Seminário sobre o teatro de Peter Brook e sobre o teatro de Jerzy Grotowski sob orientação de Celso Nunes, (1973/74), São Paulo;

Curso da língua inglesa no Princenton College em Londres, 1976/7;

Workshoop no Teatr Laboratorium de Jerzy Grotowski sob orientação de Rirzard Cieslak em Wroclav, Polônia, 1977;

Curso da língua polonesa e História da Arte na Universidade Jagjelonska de Cracóvia, 1978/80 e curso de Direção Teatral na Escola Superior de Teatro de Varsóvia, Polônia, 1980/81;

Estágio em Direção Teatral com Antunes Filho (CPT) São Paulo, 1989 a 1991.

Fluente em inglês

Experiência profissional: Trabalha como ator desde 1972; de 2004 a 2010 trabalhou como ator e fez assistência de direção para José Renato nas peças “Rua Treze de Maio S/Nº”, musical de Ricardo Monteiro, “Lágrimas de um Guarda-Chuva”, de Eid Ribeiro, 2008; “Chapetuba FC”, de Vianninha, 2008/2009; “Carlos Gomes – Sangue Selvagem”, Ernevaz Fregni, Cenário e Figurinos de Cyro Del Nero, 2009 e “Santa Joana dos Matadouros”, de Bertolt Brecht, 2010.

“A Mais Valia Vai Acabar Seu Edgar”, de Vianninha, direção de Tim Urbinati no Teatro Flávio Império, em São Paulo, em 2005;

Atuou também sob direção de Celso Nunes em “Rei Lear”, de William Shakespeare, produção Teatro dos Quatro, Rio de Janeiro, 1983/4 e sob direção de Bia Lessa em “Ensaio nº 1 – Tragédia Brasileira”, de Sergio S’Antana, Teatro Delfim, Rio de Janeiro, 1984. 

Em cinema participou de “São Paulo, Cidade Aberta” capítulos da revolução brasileira, direção de Caio Plesman de Castro, produção CPC-Umes, 2009, São Paulo;

“O Vôo Cego”, direção de Plínio Meireles, ainda em fase de edição, 2010, São Paulo;

“Serra Pelada”, produção da Paranoid Filmes, 2012;

Dirigiu “A Árvore dos Mamulengos” de Vital Santos, “Morangos e Lunetas” de Beto e Denise Crispun, “A Prostituta Respeitosa” de Jean Paul Sartre, “O Suicidio” de Pedro Onofre, todas pela Fundação Teatro Deodoro em Maceió, Al.

Na Escola Recriarte em São Paulo, dirigiu formandos de curso profissionalizante:

“Lisistrata” de Aristófanes, “Nossa Cidade” de Thorton Wilder e “Boca de Ouro” de Nelson Rodrigues.

No Teatro dos Arcos dirigiu alunos do Curso Livre de Teatro com

“Don Pirlimplin e seu Amor em seu Jardim” de Frederico Garcia Lorca e “Sonho de uma noite de Verão” de William Shakespeare.

Em 2014  atuou na UMES (Teatro Denoy de Oliveira) em  São Paulo,  na peça “OS AZEREDO MAIS OS BENEVIDES”, de Odvaldo Vianna Filho com direção de João das Neves, considerada pela crítica teatral Betti Néspoli uma das melhores peças em cartaz em 2014.

Participa como curador para o edital da Funarte “Ocupação de Espaço”  da Sala Carlos Miranda e do Teatro de Arena 2015.

 “A VOLTA PRA CASA” DE Matéi Nisviec com direção de Regina Duarte no Teatro MuBE em 2014, Teatro Sérgio Cardoso e TOP Teatro em 2015.

Tradução: traduz em 2011 o livro “SANFORD MEISNER ON ACTING” com o título:

“SANFORD MEISNER, O SEGREDO DA ATUAÇÃO”, ainda sem edição, e em 1992 a peça "Os Imigrantes" de Islamovir Mozek do Polonês para o Português.

O projeto “Ática Jovem" tem como objetivo abrir as portas dos processos de produção e criação artística da Cia Ática para jovens e iniciantes no teatro que buscam aperfeiçoamento e formação para se inserirem neste circuito tão competitivo, seja no palco, ou mesmo nas áreas técnicas de produção de um espetáculo de teatro.

saiba mais sobre este projeto e conheça nosso corpo de aprendizes clicando aqui!

 

Nossos Parceiros: