o som das cartas

Curta temporada do espetáculo "o som das cartas"!

de 05 de novembro à 17 de dezembro de 2015, quintas-feiras as 20:30 no Teatro Stúdio Heleny Guariba - Praça Roosevelt,184 - São Paulo-SP

Sinopse:

“o som das cartas” conta  a história de um homem que tornou-se prisioneiro de suas lembranças após a morte da mulher amada, limitado a repetição do contar e reconstruir sua história de amor, alegrias, perdas e devaneios. A morte deixou um vazio inexplicavelmente cheio da presença dela, ele a vê em tudo, até quando se olha no espelho.

Encenação:

A atuação das personagens Música, Morta e Homem, contam uma mesma história, cada qual em sua perspectiva. O expectador poderá montar o quebra-cabeça de imagens e sons e fazer para si uma leitura pessoal onde cada um poderá determinar quem é narrador, projeção ou devaneio. Livros velhos, tecidos, cadeiras, cartas antigas e papéis rabiscados, velas e uma moldura de espelho que atuam na construção de uma atmosfera caótica, comum em alucinações  e devaneios e, ao mesmo tempo uma atmosfera onírica também comum aos pesadelos. Camadas do tempo que se misturam em passado e presente, não existe um futuro. A não localização espacial das ações é propositalmente explorada pelas personagens que trocam o tempo e o espaço na pulsação da poesia, da mús

ica, dos surtos alucinados das personagens e dos silêncios que absorve e consome o que nelas resta de lucidez.

trilha Sonora:

A trilha sonora é tocada e interpretada ao vivo pela personagem. Não existe uma partitura fechada, as canções, os sons e efeitos contracenam na condução das atmosferas, ritmos e temperaturas das cenas.

 

 

A adaptação dos contos “A Morta” e “Suicidas” de Guy de Maupassant, para a construção do espetáculo “o som das cartas” iniciou-se em 2010 e desde sua primeira leitura mostrou-se como uma obra em constante mutação. Nossa primeira leitura cênica destes contos foi para o palco como monologo em 2011, com o título: “Salve-me”. Em 2013 a Cia Ática retoma o estudo sobre os contos de Guy de Maupassant, o autor, famoso por criar imagens e ilustrações fortes na narrativa de suas obras, passou a interferir positivamente no processo criativo dos atores trazendo outras perspectivas, outras imagens pouco exploradas na primeira pesquisa monologo. Em 2013 estreamos “o som das cartas que não li”, apresentando uma encenação totalmente modificada, novas atmosferas e outras presenças cênicas. Nesta nova perspectiva a esposa morta vem a cena para contar sua versão, a música do espetáculo sai do papel de sonoplastia e passa a interagir como personagem viva que modifica a atmosfera e a temperatura das cenas. O tremor em segredo do jovem escritor que era assombrado por todos os tipos de terrores, que retratava situações psicológicas fantásticas em suas obras, agora domina completamente os criadores na cena, não permitindo a simples repetição de partituras físicas ou performáticas. A obra desde sua primeira versão já foi encenada por quatro elencos diferentes no Brasil, Venezuela e Colômbia e mesmo depois de ultrapassar mais de uma centena de apresentações, o espetáculo hoje intitulado apenas como “o som das cartas” é o resultado ainda não concluso de um processo de imersão continuada na atmosfera dos contos de Guy de Maupassant.

Veja o Projeto completo no link abaixo:

o som das cartas 2015.pdf (1,9 MB)

 

 

O projeto “Ática Jovem" tem como objetivo abrir as portas dos processos de produção e criação artística da Cia Ática para jovens e iniciantes no teatro que buscam aperfeiçoamento e formação para se inserirem neste circuito tão competitivo, seja no palco, ou mesmo nas áreas técnicas de produção de um espetáculo de teatro.

saiba mais sobre este projeto e conheça nosso corpo de aprendizes clicando aqui!

 

Nossos Parceiros: